Dicas de Viagem Carteira de vacinação ANVISA

Publicado em outubro 24th, 2013 | por Kellen Lima

0

Vacina contra a febre amarela antes da viagem

A vacina contra a febre amarela é solicitada por muitos países para o trânsito de turistas, e de fato se torna obrigatória em algumas viagens inesperadas, de última hora ou mochilões (principalmente). Por isso, deve constar no planejamento da sua viagem, por mais curto que ele seja, essa verificação se o país (ou os países) de destino solicita a vacina para os visitantes, e se for necessário solicitá-la o quanto antes.

Vacina contra a febre amarela antes da viagem

Se você pretende fazer uma viagem para vários países, ou se está planejando um mochilão sem destino muito definido, o ideal é que você tome a vacina por precaução, e tenha sempre à mão (junto com o passaporte e demais documentos) a sua carteira de vacinação atualizada e em bom estado de conservação. Ainda sim, se você fará parte da tripulação de um navio ou é funcionário de companhias aéreas e precisa viajar a trabalho, é essencial que esteja com a vacinação em dia para evitar qualquer imprevisto. Providenciar a vacina contra a febre amarela é fácil e rápido, ao contrário de todos os contratempos que virão se você esquecer de tomar essa providência, ou tenha que tomá-la de última hora. Lembre-se que ela deve ser tomada, no mínimo, dez dias antes do seu embarque.

 Relação dos países que exigem a vacina contra a Febre Amarela no site a internet Organização Mundial de Saúde (em inglês).

Tomando a vacina

Tomar a vacina é algo simples, rápido e praticamente indolor (mesmo que nessa última parte alguns discordem). Essa vacina é aplicada em diversos postos de vacinação, sejam eles municipais ou estaduais. Existem vários postos em lugares que você talvez nem imagine, como no nos aeroportos ou portos (para cidades litorâneas), e alguns em grandes hospitais estaduais nas metrópoles brasileiras. Todos esses postos têm a vacina disponível e não é preciso hora marcada, é preciso somente levar um documento com foto (no caso RG ou CNH), para que ela seja disponibilizada na hora, sem agendamentos, filas ou dores de cabeça. Não há contraindicações ou pré-requisitos para o recebimento da vacina, então basta que você esteja saudável para recebê-la. Se você tem alguma dúvida sobre alergias, efeitos colaterais ou se você viaja com uma criança, verifique todas as condições da vacina nesse site do Ministério da Saúde. Se quiser realizar uma busca ou obter maiores informações, visite o site da ANVISA. Se você toma algum medicamento ou por algum motivo não pode tomar a vacina, pode ser emitido um “Certificado de Isenção de Vacinação”, e ele pode ser conseguido no Centro de Orientação para a Saúde do Viajante (veja os locais de cada centro no mesmo site da ANVISA), se o indivíduo tiver em mãos um atestado médico comprovando o fato.

O certificado de vacinação

O nome desse documento importantíssimo é Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), e ele pode ser tirado de duas formas: se você tomar a vacina na mesma hora, ou se você tiver um comprovante em mãos de que tomou a vacina no prazo de dez anos. Se não tomou ou perdeu o certificado, terá que receber a vacina, que pelo menos durará pelos próximos dez anos. Essa longa duração é uma dos maiores motivos para que tome logo a vacina e tire logo o atestado, já que na próxima década você não precisará se preocupar com isso. Mas se você tiver perdido o seu certificado e deseja uma segunda via, procure um centro de atendimento da ANVISA nesse link.

 Informações no site da Anvisa, clique aqui.

Quase todos os postos que possuem a vacina têm condições de emitir esse certificado internacional de vacinação para o viajante. Mas se não estiver disponível no posto mais próximo da sua casa, provavelmente  no mesmo posto que você visitou inicialmente os funcionários poderão informar onde o atestado pode ser emitido. Dessa forma, basta apresentar no local indicado o comprovante de que você tomou a vacina e o mesmo documento com foto, que na mesma hora o certificado é emitido para você. Tão simples quanto a própria vacina. Há ainda uma lista de países que exigem a vacina dos viajantes, e países que possuem o risco do contágio (como é o caso do Brasil, listado no documento). Essas lista pode ser encontrada nesse PDF.  Mas lembramos que mesmo que você não vá, necessariamente, viajar para um desses países, se a sua viagem puder se estender a países vizinhos do seu destino inicial, ou se você vai morar em outro país, é recomendável que a vacina seja recebida. Afinal, não podemos esquecer que, além de ser uma exigência burocrática para turistas, a vacina é uma proteção para o seu organismo frente a uma doença perigosa.

 

Assine a nossa newsletter, e receba em seu email dicas legais como esta. Clique aqui para assinar gratuitamente.

 Talvez você também se interesse por:

Tags: , , ,


Sobre o autor

Menina, Mulher, Amazonense, pura manauara caprichosa, sensível, companheira, criativa de recortes de papel a criar HQ Histórias em quadrinhos, turista até da minha própria casa e mesmo dentro de casa chego me teletransportar pelo mundo lendo um simples livro. Perto ou longe, a experiência de conhecer outras paisagens, culturas e gerar recordações para a vida são momentos de muito prazer. Venha conhecer os melhores roteiros, os melhores relatos de viagem e as melhores dicas de viagens. Lugares e destinos para viajar gastando pouco: como conseguir passagens baratas, achar descontos em hotéis, na América do Sul, Europa e Ásia.



E aí, o que você acha?

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar para o Topo ↑

  • desconto seguro viagem


Mais em Dicas de Viagem, Planejamento de viagem
Como arrumar mala
Guia definitivo de como arrumar a sua mala

Arrumar a sua mala nem sempre é um grande problema. Você acaba perdendo um pouco de tempo a mais, socando...

Fechar